Otimização em logística

Fabrica

Sempre em busca de otimizar seus processos, o Grupo procurava alternativas para o transporte de seus produtos com base em cloro. No final do processo, a equipe acabou desenvolvendo uma versão para o isoconteiner que é considerada uma das mais seguras para transporte de cloro no mundo.

ISOCONTEINER
Segurança no transporte de cloro

Quando decidiu investir nesse formato, o Grupo buscou referências e normas em uma associação norte-americana de empresas envolvidas na produção e distribuição seguras do cloro, seguindo todos os requisitos de limites de peso, pressão, material, testes de resistência, entre outros itens. Além disso, a equipe fez alterações no projeto que ampliassem a segurança para o transporte do isoconteiner também em estradas irregulares, melhorando o sistema de isolamento térmico e adaptações para as condições e legislação brasileira.

A dedicação da equipe e cuidado minucioso com o projeto permitiram que o Grupo possa contar hoje com o transporte intermodal do seu produto, atendendo a requisitos de novos parceiros globais.

A logística tem um papel estratégico na atuação do Grupo Sabará, uma vez que a distribuição de produtos por um país de dimensões continentais é uma de suas principais atividades. São movimentadas anualmente mais de 18.300 toneladas de material, em rotas médias de 2.480 quilômetros via rodoviária e 3.200 toneladas oriundas de 16 países diferentes. Devido às peculiaridades da região Norte, o transporte se realiza principalmente pelos rios locais. [G4-EN30]

Durante o triênio, o Grupo se dedicou a otimizar as rotas de transporte, reafirmando seu compromisso com a sustentabilidade e reduzindo sua pegada de carbono. Foram adotadas as seguintes ações: [G4-EN30]

  • Otimização das operações, reduzindo volume de viagens necessárias.
  • Utilização de equipamentos rodoviários de maior porte, permitindo otimização das viagens rodoviárias.
  • Consolidação de cargas secas e uso de transportadoras como hubs logísticos.
  • Diminuição do uso de transporte aéreo.
  • Otimização do transporte marítimo nas importações.
  • Início de operações de cabotagem para transporte de químicos, para movimento de 1.000 toneladas por ano, a partir de 2015.
  • Utilização de transporte fluvial na bacia amazônica, devido às restrições quanto ao uso de transporte rodoviário ou aéreo.

logística reversa [G4-EN27]

Para reduzir seus impactos ambientais, a empresa aplica a logística reversa para cilindros e contêiner IBC.

No caso dos cilindros, a cada entrega no cliente, cilindros vazios retornam para a unidade do Grupo. Com uma vida útil média de seis meses, os contêineres IBC são enviados ao cliente em quantidade exata para atender à sua necessidade, gerando melhor aproveitamento no reúso.

SUBSIDIÁRIAS

Com o objetivo de melhorar a estrutura de atendimento em suas subsidiárias, o Grupo investiu em novos centros de distribuição, tanto nos Estados Unidos como na França. Os insumos produzidos no Brasil chegam aos novos centros por transporte marítimo. Hoje, o Grupo conta com 26 distribuidores que comercializam seus produtos em 40 países.

GAIOLA DE CAMINHÃO

Ao analisar as cargas e descargas em caminhões e seus tempos de parada, as equipes de logística se dedicaram a modificar o formato das gaiolas de caminhão e o sistema de trabalho.
Hoje, os cilindros são organizados por ordem de descarga, e o veículo conta com uma plataforma hidráulica na parte traseira que facilita a movimentação na doca do cliente.  Com o projeto, o tempo de entrega, que chegava  a quatro horas, passou para 30 minutos.